Número total de visualizações de página

domingo, 27 de dezembro de 2015

Take 3

Boas Pessoal,

Com o desejo que todos Vós tenham tido um bom Natal, aqui estou eu para relatar mais uma saída de pesca, desta vez em dose tripla.

Take 1
Sexta-feira dia 25.

Pois é, dia de Natal dizem vocês, e muito bem, mas como só tinha o compromisso de comparecer no almoço ás 13 horas tempo não me faltava para dar uma saidinha logo pela manhã e voltar pelas 11 horas. Contudo o mar não ajudou muito, picadinho o quanto baste deu para fazer uns lançamentos e experimentar umas zagaias, nada de nada provavelmente o robalo foi passar o Natal á "terra".
Vou mas é ao almoço que esse é garantido............

Take 2
Sábado dia 26.

Não se pode desperdiçar um sábado quando nada está programado em termos profissionais e familiares, há que ir pescar e assim foi. Mar impecável para a pesca tudo o que era amostra foi ao banho, maravilha.... mas peixe....nada. Já estava a fazer conta aos minutos para vir embora quando sinto peixe na cana.... ops!!!peixe!!!! mas logo deu para perceber que era pequeno, recolhido e devolvido.

Take 3
Domingo dia 27.

Este é o dia por excelência destinado á pesca, mas para mim já era o terceiro consecutivo coisa rara cá pró menino e desta vez com a companhia do Amador Vicente. Lá nos encontramos na praia da Caranguejeira só que nesta manhã as coisas não estavam a correr muito bem o mar novamente impecável melhor impossível mas as amostras não queriam nada connosco o Vicente ficou sem cinco e eu umas quatro e lá comentávamos como era possível com um mar assim não dar nada de nada. Após um bom par de horas decido fazer uns lançamentos para uma zona com muita pouca água e bastante rocha, no qual o Vicente me alertou que podia ficar sem a amostra, mas bolas pensei eu, vou tentar e ao segundo lançamento zzzááásss.... PEIXE!! mas peixe a sério senti logo na cana as pancadas eram fortes este sim se sair vai comigo ainda deu alguma luta e o meu medo era a linha que roçava na rocha e podia rebentar mas lá se aguentou e tirei o Robalo.
Um Robalo com conta, peso e medida pelo menos para mim uma vez que este foi o último dia de pesca do ano 2015, um ano do qual não tenho boas recordações oito repito oito meses sem tirar nadinha de nada completamente a zeros só nos meses de Outubro e Novembro tirei uns três peixes, por tudo isto para mim este Robalo veio mesmo a calhar.
Quanto ao Amador Vicente ficou a seco mas como fomos tomar um cafézinho no fim da faina eu diria que o que está a dar pró Vicente são as esplanadas.
Queria agradecer as fotos por ele tiradas.                                                               

Aproveito para desejar a todos um Bom Ano e Boas Pescarias.


1300 Gr.
AMADORES 4EVER!!!!

Tó.


domingo, 15 de novembro de 2015

... 3 meses depois da última publicação!!!!

Boas Pessoal.

É verdade, já passaram 3 meses após o último post (do Amador Pedro) e tudo continua igual.

Hoje pela manhã lá nos encontramos na praia e desta vez não foi na Caranguejeira foi bem mais perto, pena tivemos que o nosso Amigo Rey não compareceu por motivos profissionais.

Com muita pena minha não tenho nenhum relato de captura, o tempo para pescar tem sido pouco ou o peixe escasseia, ainda hoje com um mar bom e o tempo a ajudar...nada de nada...valeu como sempre o convívio com os Amadores e o cafézinho após a pesca.

Conversamos sobre muitos temas como canas, carretos, compras na net, amostras etc...etc....e afloramos o tema que nos tem preocupado ou seja a proibição da p
esca ao Robalo para o próximo ano, será que vão proibir a pesca apeada? como controlam isso? num domingo de manhã?.

Pois é Amadores como eu disse comecem a especializarem-se na pesquinha com bóinha porque a pesca com amostras......NÃO DÁ NADA....!!!

AMADORES 4EVER!!!

Um Abraço,

Tó.




 

domingo, 16 de agosto de 2015

... 2 meses depois da última publicação!!!!!!

Por estranho que pareça isto cá pelos nossos lados continua uma miséria, sim é isso mesmo uma miséria não porque deixamos de pescar mas talvez pela falta de peixe ou será pelo clima não sei e não quero arranjar desculpa para tantas grades seguidas mas prometemos não desistir na esperança que seja da próxima vez.
 -Em suma, hoje bem sedo lá fomos nós mais uma vez a procura do momento mágico.
Dois  dos 4 habituais elementos não estiveram presentes. Mas quero salientar a companhia de um amigo de longa data que está por cá de férias e que também tem uma grande paixão pela pesca.
Vamos ao que interessa bem cedo lá fomos nós mais uma vez, mas com pouca esperança como já vem sendo habitual, mas chegado ao mar fiquei surpreendido com as boas condições encontradas, e até comentei com os meus camaradas será hoje,veremos ?
 -Pouco tempo depois dos primeiros lançamentos começou a surgir o pequeno grande problema sempre que recolhia-mos a amostra ou neste caso o vinil, vinham sempre acompanhadas de algas ou (laminarias) e não adiantava nada mudar de spot pois elas faziam questão de estar sempre presentes. Quem pratica este tipo de pesca sabe que não vale a pena estar ali a perder a paciência e foi então que resolvi tirar umas fotos e não só de momentos passados na companhia de alguns companheiros de pesca.

O artista!!!!




O estreante ( Tozinho)





O cenário???





Cumprimentos para todos e até a próxima????


Pedro Oliveira

quarta-feira, 10 de junho de 2015

Reencontro dos Amadores numa grande noite.

Que noite!! mais uma bela saída desta vez decidimos nos encontrar ao inicio da noite, para mais uma pescaria entre amigos, mas é importante salientar que  não era apenas uma saída para pescar, mas também um reencontro com o nosso amigo Amador João Rey o qual já não víamos algum tempo, sem duvida  que esta surpresa muito nos alegrou a todos.
Lá rumamos ao ponto de encontro
( praia da caranguejeira ) chegado ao local foi com grande satisfação que matamos as saudades do grande Amador João Rey.
Com a conversa mais o menos em dia e o material já montado lá fomos praia a dentro, o João Rey para Norte o Tó para Sul, o Pedro Oliveira e eu ficamos no meio para tentar a nossa sorte naquela noite em que a mar estava praticamente sem qualquer rebentação, mas mesmo assim nunca perdemos a esperança de sermos bem sucedidos. Com mais ou menos uma hora de vazante e a Gibosa Minguante a espreitar a oeste avizinhava-se alguma actividade.
Canas ao mar e lançando sempre para trás das pequenas ondas que rebentavam algumas dezenas de metros a nossa frente aconteceu o momento da noite, no primeiro lançamento e com apenas algumas voltas de recuperação zaassssssss grande pancada tinha peixe na ponta da linha, deu logo para perceber que não era nenhum menino pela maneira que a cana dobrava o drag a disparar era um barrote eu enrolava, e ele desenrolava ambos lutávamos para vencer a aquela batalha que nunca nos podemos esquecer que o peixe leva sempre vantagem, mas mais uma vez a camaradagem dos amadores veio ao de cima e com a ajuda do João Rey e Pedro oliveira lá colocamos o peixe a seco.
Com o belo exemplar em terra já não tínhamos duvidas que monstro que belo peixe, era grande a satisfação de todos os Amadores pois a noite tinha começado bem.
Quero agradecer a todos os Amadores por mais um belo encontro, mandar um grande abraço a todos, em especial ao João Rey que já não nos víamos algum tempo, obrigado a todos.



Ficha Tecnica:

Cana: Daiwa R`Nessa Seabass 1002 XHXFS
Carreto: Shimano Exage 4000 FC
Fios: Muiti Sufix 832 0,20 ; Fluorcarbono Berkley Trilene 0,40
Amostra: NBS/Dansel Satya 18 cm Cor Ana 2
Espécie: Robalo
Medida: 84cm
Peso: 5,30 Kg


João Vicente

domingo, 17 de maio de 2015

Amadores Catch & Release

Boas como já é habitual mais uma manhã de Domingo em que os Amadores se encontraram, desta vez na companhia do Tó, e do Luís Corte Real os restantes amadores infelizmente não estiveram presentes com muita pena nossa, mas fica aqui desde já um grande abraço para os Amadores João Rey e Pedro Oliveira, que tanta falta nos fazem nestes nossos encontros.
Mas passando a nossa manhã foi fantástica o Mar estava óptimo com a ondulação ideal para esta pratica de pesca, o vento esse não ajudou muito a nossa sorte é que soprava na ordem dos 11 Km  70º ENE o que ajudava no lançamento das amostras. 
Lá andávamos nós de spot em spot sempre Mar dentro, visto esta ser uma maré de grande amplitude o que não faltavam eram rochas algumas até que nunca as tinha visto, ainda deu para recuperar amostras perdidas por outros amantes do spinning presas nas rochas que o Mar a media que ia descendo deixava a descoberto.
Finalmente no final da manhã lá nos estreamos com uma captura de um belo exemplar mas muito jovem, por isso toca a libertar...
Aqui fica um pequeno video feito pelo Tó.
Grande abraço a todos e muito obrigado pela bela manhã.

video

João Vicente

quarta-feira, 29 de abril de 2015

Primeiro lançamento, zásssssssssss........



É verdade já tinha ouvido falar mas nunca me tinha acontecido, logo no primeiro lançamento.....
- Mais uma vez lá fui eu, surgiu a oportunidade visto que a minha esposa estava de folga, e foi buscar a minha filha há escola, meu amigo nem pensei 2 vezes.
- Vou pescar, cheguei ao pesqueiro nem deu para aquecer os pulsos logo no 1º lançamento záss... lá estava ele este bonito exemplar:




                             Comprimento 0,79cm



                                           5.500 gramas
                           
                     Vinil  KBX (blue green)





                                                                                                               O Animal (ROBALO)

 Ficha técnica:

- Cana shimano speedmaster 3.30 mt
- Carreto Biomaster 4000 sw
- Amostra vinil  KBX  (Bexafish)



 Pedro Oliveira



sábado, 18 de abril de 2015

Robalo de Abril


Meus amigos:

Hoje de facto as condições não eram muito favoráveis, mas eu sou um viciado nisto e
por volta das 6.00 da manhã lá foi eu.
Desta vez resolvi fazer uma investida a norte do rio douro, mais precisamente na Foz. Chegado ao pesqueiro o mar estava aceitável, o vento nem por isso mas vamos ao que interessa há que lançar e assim foi, comecei logo por escolher um vinil e logo após os primeiros lançamentos zásssss...  não me digas é mesmo, coisa pequena mas era devolvi ao mar.
O tempo esse estava a não querer colaborar, isto porque de vez em quando lá vinha um aguaceiro
acompanhado com algum vento e nessa altura fazia um intervalo... cá para mim, se isto continuar assim vou embora mais cedo.
Mas as 2 por 3 olho para o horizonte e vejo uma grande aberta, e pensei vou ficar mais um bocado pode ser...
e assim foi isto já quase na recta final resolveu aparecer, este belo exemplar.








 Ficha Técnica

 Cana - Daiwa lateo 100 mh
 Carreto shimano biomaster 4000 sw ( já em perfeitas condições)
 Linha sufix 832
 Amostra Vinil KBX ( bexafish )





Até breve

Pedro Oliveira

sábado, 14 de março de 2015

1550 gramas de peixe...?


Até que enfim.

Meus amigos,  hoje bem cedo lá foi eu desta vez sozinho, mas com a mesma vontade de sempre, rumo
ao mar.
As previsões não seria as melhores, mas o vicio esse é sempre mais forte, o tempo estava bom, vento fraco, céu limpo!o mar esse é que estava um pouco acima do desejado mas eu ia preparado, com material capaz de fazer frente as mais adversas condições meteorológicas.
A minha Daiwa Emblem Pro 1303 HFS 3.90, e o meu Shimano 5500 XSC isto é claro, que para poder chegar mais longe, teria que contar com a ajuda dos chivos galegos.
(Trazia no estômago)
Chegada ao pesqueiro mesmo ao romper do dia, o mar estava ideal para os chivos e foi graças a eles
que surgiu o momento do dia.
Isto aconteceu já quase a meio da manhã, depois de algumas dezenas de lançamentos eis que surge o momento Zássss... que sensação, olho para a cana tum...tum...tum... calma  o mar estava difícil não queria perde-lo de maneira nenhuma.
Lentamente comecei a fazer uma analise relativamente ao seu porte, e o melhor caminho para o colocar em terra, com calma lá consegui.


O Troféu





Ficha Técnica

Espécie: Robalo
Peso: 1,550 Kg
Cana: Daiwa Emblem Pro 1303 HFS
Carreto: Shimano Ultegra 5500 XSC
Amostra: Chivo Galego



Pedro Oliveira

quarta-feira, 11 de março de 2015

A Família Amadores ao Spinning








Daiwa R`Nessa Seabass 1002 HXHFS

Boas Amadores, como já é habitual, sempre que fazemos uma aquisição de novo material, fazemos um post, onde damos a nossa opinião sobre a sua qualidade, e comportamento em acção.
Pois bem, já algum tempo que eu andava a pensar comprar uma nova cana, mas que fosse diferente da minha Vega Raptor, em termos qualidade de montagem, blank, e acção, feitas algumas pesquisa online, e em algumas das lojas da minha zona, descobri, e mais uma vez, apenas na minha opinião ( vale o que vale ) uma verdadeira preciosidade se tivermos em conta que se trata de uma cana, que com jeitinho, anda abaixo dos 95 euros, bom mas vamos ao que interessa.
Esta cana é a Daiwa R`Nessa Seabass 1002 HXHFS, que a meu ver, era o que eu procurava já algum tempo, uma cana muito boa, a um preço bastante convidativo.
Esta excelente cana, foi lançada este ano no catalogo de 2015, eu diria mesmo que é uma evolução da Daiwa R´Nessa Saltwater 902 HFS, modelo de 2014, o novo modelo está mais leve, mais comprida, e tem uma maior acção, está mais sensível, e vem equipada com os novos passadores Fuji O e o porta carreto invertido, exclusivo da Daiwa.
Fabricada em carbono HVF, Higt Volume Fiber, e montada com a tecnologia X45, a mesma das canas de topo, a Daiwa R´Nessa tem 3,05 mt
com CW 14, 56, e pesa apenas 171g.
Com 10 passadores Fugi concept O, e porta carreto exclusivo da Daiwa, faz desta cana uma verdadeira delicia, para quem procura qualidade e preço em perfeita harmonia.




Relativamente ao comportamento desta vara em acção, a leveza desta cana vem logo ao de cima, principalmente para quem estava habituado a material mais pesado, facilmente nos apercebemos que é bastante equilibrada, a acção de ponta é algo macia, o que faz com que seja mais sensível ao toque, o comprimento da base é bastante generoso, o que permite lançar amostras a grandes distancias.
Foram testadas amostras de vinil e de paleta entre as 16 g e as 40g, e todas elas sentimos na perfeição o seu trabalhar dentro de água, e mesmo nas mais leves conseguimos distancias de lançamento bastante generosas.
Estou muito satisfeito com esta compra, agora ´só falta o 1º peixe.
cumprimentos a todos, Amadores 4 ever




João Vicente.



  










segunda-feira, 23 de fevereiro de 2015

O meu companheiro de pesca.... Biomaster 4000 SW

Boas meus amigos!

Já há algum tempo que não publicava nada e vou fazê-lo agora, não pelas melhores razões mas, infelizmente, aconteceu...
Sim, tinha tudo para ser o fim de semana perfeito. O mar estava em boas condições, o vento não se fazia sentir e o céu estava nublado. Tudo isto tornava o cenário ideal para um bom presente mas aconteceu precisamente o menos provável! Enfim, a vida é feita disto mesmo.
Resumindo; 7 da manhã e Amadores ao ataque - como é habitual - munidos de todas as munições e mais algumas e cheios de esperança, com sempre.
Há que lançar... Lance atrás de lance, trocando de munição e de sítio com frequência, como gosto de fazer, à procura do momento mágico.
Mas eis que, numa mudança de pesqueiro, dou uma queda e caio por cima da cana e do carreto!
- Só me faltava esta agora!! Pensei eu.
Lentamente, levanto-me, aparentemente sem qualquer tipo de lesão comigo mesmo.
Mas quando olho para o material...
- Oh não!! O meu carreto está completamente desfeito!!
Pensando bem, antes ele do que eu! :)
Agora, quando chegar a casa, vou ter de o desmontar para ver se valerá a pena recuperá-lo, ou não.
Aqui fica o resultado da obra!





Conclusão:

Várias peças danificadas e, já com orçamento para as mesmas, pedidas directamente no Japão com um valor total de: 85,84 euros.
Podia ser pior!!

Um abraço,
Pedro Oliveira

Products - Model - Price - Total
1 x Parts_10 BIOMASTER SW 4000PG No.14 - 02611 - EUR2.47 - EUR2.47
1 x Parts_10 BIOMASTER SW 4000PG No.50 - 02611 - EUR0.82 - EUR0.82
1 x Parts_10 BIOMASTER SW 4000PG No.51 - 02611 - EUR1.65 - EUR1.65
1 x Parts_10 BIOMASTER SW 4000PG No.54 - 02611 - EUR1.65 - EUR1.65
1 x Parts_10 BIOMASTER SW 4000PG No.55 - 02611 - EUR0.82 - EUR0.82
1 x Parts_10 BIOMASTER SW 4000PG No.56 - 02611 - EUR1.65 - EUR1.65
1 x Parts_10 BIOMASTER SW 4000PG No.63 - 02611 - EUR0.41 - EUR0.41
1 x Parts_10 BIOMASTER SW 4000PG No.64 - 02611 - EUR0.41 - EUR0.41
1 x Parts_10 BIOMASTER SW 4000PG No.67 - 02611 - EUR0.41 - EUR0.41
2 x Parts_10 BIOMASTER SW 4000PG No.94 - 02611 - EUR0.82 - EUR1.64
1 x Parts_10 BIOMASTER SW 4000PG No.95 - 02611 - EUR8.24 - EUR8.24
1 x Parts_10 BIOMASTER SW 4000PG No.97 - 02611 - EUR16.49 - EUR16.49
1 x Parts_10 BIOMASTER SW 4000PG No.125 --> 62 - 02611 - EUR32.98 - EUR32.98
---------------------------------------------- 
Sub-Total: EUR69.66

Shipping:EMS(500) EUR13.74

handling charge: EUR2.44


terça-feira, 6 de janeiro de 2015

MEGABASS X140-SW - Análise e opinião (parte 1)


MEGABASS X140-SW
Análise e opinião (parte 1)
por JOÃO REY

amostra: Megabass X140-SW
comprimento: 140 mm
peso: 19,5 gr.
profundidade: 30-60 cm
tipo: flutuante (SF)
anzóis: 3 triplos Owner ST-46 #5


Já nem me lembro muito bem de quando foi a última vez que o mar nos deu uma pequena chance para pescar...
Talvez no final de Outubro, início de Novembro... Nem tenho bem a certeza...
E, ainda assim, em condições muito difíceis!
Mas o vício é tão grande e as oportunidades têm sido tão poucas que, qualquer pequena melhoria das condições meteorológicas ou de mar, nos fazem crescer a adrenalina, enchendo-nos de ansiedade, apenas devido ao simples facto de que, este poderá ser o dia em que, finalmente, poderemos sair e pescar em segurança.
Neste momento, nem se pensa muito sobre a altura do dia, a maré, a lua, a actividade dos peixes na nossa costa, ou nas condições ideais para uma jornada de pesca!
O que realmente queremos é que existam as condições mínimas, apenas para estar ali, na linha da frente, a sentir o salitre, com os músculos cansados enquanto exploramos vários "spots", lançamento após lançamento, com o nosso pensamento focado apenas na possibilidade de que um belo barrote irá, finalmente, estar lá, a lutar pela vida no final da nossa linha!!
Oh... Que visão! Tenho saudades desses dias ... Mas é assim o difícil inverno na Costa Atlântica.
Ou, pelo menos, assim têm sido os últimos invernos por cá.
Bem, temos que ser pacientes. A pesca também é feita de muita paciência!

segunda-feira, 5 de janeiro de 2015

Caranguejeira o 1º 2015


Boas pessoal como já é habitual, combinamos no dia anterior mais uma saída, desta vez todos os Amadores puderam estar presentes, depois de algum dialogo, e feita a analise perante as condições que o mar iria apresentar, escolhemos um spot, no qual os amadores já foram felizes, e que já não visitávamos algum tempo.
Chegado ao local ( praia da caranguejeira ) escolhemos umas pedras onde ao mar nos parecia chamar, este era o local ideal, os cabeços, a espuma, a ondulação, tudo perfeito, até as gaivota se reuniam a nossa volta para apreciar tal beleza (de mar), o João Rey do lado esquerdo, escolheu um bom caneiro onde o mar entrava por um lado e recuava pelo outro, provocando uma corrente descendente, onde arrastava todo tipo de sedimentos e pequenos peixes que não aguentavam a força da corrente, e deslizavam mar dentro para a boca de algum barrote que por ali andasse a caçar.
O grande Pedro Oliveira foi para uma pedra onde outrora foi muito feliz, e eu fiquei no meio dos dois, o mar prometia, mais uma vez um espectáculo.
Passado um bocado disse o Pedro, João Vicente vou até ao outro lado, estão ali uns cabeços que estão a chamar por mim, força disse eu,  boa sorte, fiquei eu com o João Rey, que naquele fantástico caneiro insistia apaixonadamente, como se aquele fosse o seu ultimo dia de pesca, com a maré ainda a descer o Grande João Rey decide mudar de caneiro e dirige-se mais para sul, onde as pedras se alongavam  mar dentro.
Foi então que decido tentar a minha sorte no caneiro onde tinha estado o meu grande amigo Rey.
Até a altura estava a pescar com amostras da bexafish KBX, foi então que por razão da cor decidi experimentar uma amostra da daiwa soft shad cor ayu que comprei há pouco tempo.
A manhã ia passando e eu ia tentando lançando sempre para trás da onda, quando de repente zassssssss sinto um esticão cana a dobrar, tinha peixe na ponta da linha, bastante batalhador lutava pela sua vida, enquanto eu com a ajuda da ondulação rapidamente o coloquei a seco.
Mais tarde apareceu o Tó, ao qual devo salientar o seu espírito de grande pescador, pois após semana de cama, com uma gripe que quase o levou desta para melhor conseguiu estar presente, isso mostra a paixão deste amador a esta actividade que tanto nos orgulha e fascina.
Quero aproveitar para agradecer aos meus amigos Amadores, por mais este belo convívio, acrescido desta bela captura, que para começar o ano não está nada mal.
cumprimentos a todos

Ficha Técnica:

Espécie: Robalo
Peso: 1,100 Kg
Medida: 48 cm
Cana: Vega Spinning Raptor 3,30M, CW 15-50
Carreto: Shimano Exage 4000FC
Multi: Sufix 832 0,20
Fluorocarbono: Berkley 0,41
Amostra: Daiwa Soft Shad 12 cm, cor AYU



                        João Vicente